Mostra Tiradentes

dezembro 21, 2012

o_afinador_07

Por Janaina Pereira

A Mostra Tiradentes chega em sua edição número 16 como uma das principais janelas de exibição e lançamento da produção curta-metragista brasileira. Entre 18 e 26 de janeiro de 2013 a cidade histórica mineira vai receber 97 curtas da safra recente da produção nacional, divididos em oito mostras temáticas – Fora de Centro, Foco, Panorama, Praça, Formação, Juvenil, Mostrinha e Cena Mineira. O público poderá conferir produções diversificadas e descentralizadas de várias partes do País.

Os curtas representam 14 estados brasileiros. São Paulo tem 35 representantes, seguida por Minas Gerais, com 17 curtas selecionados, Rio (9 curtas), Ceará e Paraná (8 cada) e Pernambuco (7). Também há presenças de produções de Bahia e Paraíba (3 cada), Rio Grande do Sul (2), Alagoas, Distrito Federal, Maranhão, Santa Catarina e Sergipe (1 cada).

Segundo o curador da Mostra Foco Francis Vogner dos Reis, a configuração dos filmes programados para este ano é curiosa, em razão dos critérios adotados e também porque o contingente dos filmes dessa leva muda um pouco o mapa da produção cinematográfica no país. “A questão do ineditismo é fundamental, não porque a mostra visa mera exclusividade, mas porque a busca por trabalhar filmes “não legitimados”, por outros festivais ou por quaisquer contingências do cinema, há alguns anos tem sido a tônica da Mostra e que, inclusive, fez com que se tornasse evento tão particular no calendário dos festivais no país”, disse Vogner dos Reis.

Para o curador da Mostra Panorama, Pedro Maciel Guimarães, essa edição está mais concentrada, visando dar maior destaque aos filmes e apresentar uma seleção mais apurada de tudo que se tem produzido no curta-metragem brasileiro. “A proposta é apresentar a diversidade de forma e temática do cinema brasileiro em curta, seja ela realizada por novos diretores ou por realizadores já experientes”, comentou.

Entre os curtas selecionados estão os premiados A GALINHA QUE BURLOU O SISTEMA, de Quico Meirelles – SP (selecionado para 52 festivais e premiado 17 vezes); A ONDA TRAZ, O VENTO LEVA, de Gabriel Mascaro – PE (premiado no festival Curta Cinema, no Rio), O AFINADOR (foto), de Fernando Camargo e Matheus Parizi – SP (premiado no festival Curta Cinema, no Rio, e Menção Especial no Festival de Cinema de Havana) e O DUPLO, de Juliana Rojas – SP (Menção Especial na Semana da Crítica do Festival de Cannes).

Confira a lista completa dos concorrentes aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: