Festival de San Sebastian 2011: Day 1

setembro 16, 2011

por Janaina Pereira, de San Sebastian

San Sebastian, bela cidade do Pais Basco, na Espanha, paraiso da gastronomia e repleta de praias maravilhosas, recebe de 16 a 24 de setembro seu 59º Festival de Internacional de Cinema. O Festival de Donostia-San Sebastian (Donostia è o nome da cidade em basco, em catelhano è San Sebastian), que tem como maior foco os filmes latinos, pode nao ser um dos mais comentados mundo afora, mas certamente è um dos mais charmosos.

O deslumbrante predio que abriga o Festival e suas cabines de imprensa realizadas no Teatro Vitoria Eugenia – o Municipal deles – sao puro luxo. A abertura do Festival acontece hoje à noite com Intruders, primeiro trabalho do diretor espanhol Juan Carlos Fresnadillo em Hollywood. A producao, que estreia no Brasil ainda este ano, distribuida pela Universal, sera exibida fora de competicao, mas dentro da selecao oficial do Festival. Todo o elenco do longa – Clive Owen (na foto em sua cehgada ontem à tarde na cidade), Carice van Houten, Daniel Brühl, Ella Purnell e Pilar López de Ayala – vai passar pelo tapete vermelho.

Exibido em sessao nesta manha para a imprensa, infelizmente o filme è um fiasco. Roteirizado por Jaime Marques e Nico Casariego, conta a história de duas crianças assombradas. Juan, de sete anos, mora em um bairro pobre de Madri e é atacado por um intruso sem nome em seus pesadelos, sem que sua mãe possa ajudá-lo. Mia, de 12 anos, por sua vez, conta a seus colegas de
sala um conto de monstro, no mesmo dia em que seu pai presencia um acidente do arranha-céus em construção, onde trabalha.

O triller de terror, que nao provaca medo em momento algum, tenta ser esperto, dando uma virada na historia em seus momentos finais, mas nao consegue nada alem de bocejos. Apesar de ter apenas 100 minutos, parece interminavel, e nem mesmo o bom ator wen consegue salvar o longa do desastre total. Na sessao de imprensa, meia duzia de jornalistas tentaram puxar os aplausos educados, em vao. Mas, ao contrario do que acontece em Veneza, por exemplo, aqui o pessoal tambem nao vaiou – ou seja, o filme simplesmente “passou batido”, como dizemos em bom português.

Na coletiva, que aconteceu no comeco desta tarde e durou cerca de uma hora, o diretor Fresnadillo foi bombardeado pela imprensa local, que quase nao deu atencao ao astro Owen. Fresnadillo defendeu que o medo è o principal elemento
do filme, e que ele, muitas vezes, vem instigado pela nossa propria familia. O cineasta tambem classificou como “uma grande honra” abrir o Festival, e agradeceu a oportunidade.

Mesmo com boas intencoes, Fresnadillo e Intruders nao agradam. Uma pena porque um Festival que se propoe a mostrar o melhor do cinema hispanico e latino nao merecia comecar com o pè esquerdo. Esperamos dias – e filmes – melhores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: