Contatos de 4º Grau

janeiro 5, 2010

por Léo Francisco

Acaba de estrear nos cinemas brasileiros o longa-metragem Contatos de 4º Grau, baseado em “fatos reais”, que conta a história de uma psicóloga chamada Abigail Tyler, que se muda para uma remota cidade próxima ao Mar Bering, onde ela inicia um estudo, quando todos os seus pascientes apresentam o mesmo sonho todas às noites, causando desordens do sono.

Filmes com a temática alienígena nem sempre são bem vistos pela critica e pelo público, mas o diretor Olatunde Osunsanmi consegue com essa produção mostrar uma história interessante e que prende o público do começo ao fim. Logo que o filme começa vemos a atriz Milla Jovovich se apresentando para o publico como a escolhida para viver a doutora Abigail na reconstrução da história para os cinemas, além disso, em diversas cenas do filme vemos o próprio diretor do filme entrevistando a psiquiatra na Universidade Chapman.

No filme, os pacientes de Abigail demonstram os mesmos sintomas, todos antes de dormir lembravam de uma coruja branca do lado de fora da sua janela. Após dormirem, todos acordavam sem terem lembranças do acontecido depois de ver o animal. Eles procuram Abigail e começam um tratamento na qual ela descobre, sob hipnose, que todos os seus pacientes não apresentavam memórias falsas, mas sim, que foram abduzidos por alienígenas, e só com a hipnose conseguiam se lembrar dos fatos.

Um dos pontos que faz com que o público saia da sessão do filme acreditando em toda a história apresentada, mesmo ela sendo duvidosa ou provada falsa por muitos, foi o fato do diretor apresentar as cenas reais de arquivo, que foram integradas ao filme. São essas, as cenas que acabam de certo modo causando maior impacto no público, que vai se envolver com as histórias e descrições que são mostradas.

Esse é um fator que vem e muito agradando ao público que gosta de filmes de terror. Levar ao público uma história real causa muito mais sustos do que um filme que todos acreditam desde o início ser apenas mais uma história fantasiosa.

Em diversas cenas podemos ver a tela do cinema divida mostrando as cenas reais e as reconstituições feita pelo cineasta. Além disso, para mostrar um realismo, eles resolveram não apresentar as cenas na qual as máquinas apresentam interferência, deixando com que o público por si acredite no que está venda pelas cenas reais.

O grande problema da produção é querer convencer ao público de todas as maneiras que aquilo tudo que está sendo visto acontece mesmo. O filme em nenhum momento deixa brechas para que a pessoa possa duvidar dos acontecimentos e como já citamos o uso apropriado de cenas reais, faz com que isso não deixe duvidas algumas que aquilo é real e não uma montagem ou apenas invenção da psicóloga.

Será você que deve escolher se acredita na história do filme ou não. Mesmo com um elenco fraco, sem duvida nenhuma, Contatos de 4º Grau (The Fourth Kind) é um filme que merece ser assistido pelos admiradores do gênero e por pessoas que curtem um bom filme de suspense.         

*Léo Francisco é editor do Planeta Disney e do Universo Animado e fez essa crítica à convite do Cinemmarte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: