Mostra de SP 2009: O Poder do Soul

outubro 26, 2009

o poder do soul

por Janaina Pereira

Kinshasa, capital do Zaire (hoje Congo), setembro de 1974. Os produtores Hugh Masekela e Stewart Levine inventam um festival de música para aproveitar o auê da luta de boxe pelo título mundial entre os peso-pesados Muhammad Ali e George Foreman.

Zaire 74 reuniu feras como James Brown, BB King, Miriam Makeba, Celia Cruz, Bill Withers, The Crusaders, o conjunto vocal The Spinners, entre outros.

Agora, 35 anos depois, o registro desse festival está em cartaz na Mostra de Cinema de São Paulo. O Poder do Soul (Soul Power) é um documentário tradicional de concerto, sem muitas firulas, focado apenas na boa música.

O ditador do Zaire à época, Mobutu (apoiado pelo governo norte-americano em plena era da guerra fria), cedeu estádio, mas não deu mais grana para Zaire 74. Foram três dias que sacudiram o país centro-africano.

E o filme é um belo documento do festival, com direito a várias falas de Muhammad Ali, que aproveita a fama para criticar asperamente o preconceito contra os negros nos EUA.

O grande momento, no entanto, é quando James Brown, pisa no palco. Estrela maior do Zaire 74, ele encerra o festival levando a plateia ao delírio. Não é diferente com o espectador que assiste ao filme: cabeças e pés balançam e o cinema, por muito pouco, não vira uma grande pista de dança.

O Poder do Soul é o relato de um momento importante da música, com pitadas de crítica ao preconceito racial. E é muito bom saber que a música ultrapassa religião e raça, e é cada vez mais universal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: