A Proposta

julho 10, 2009

A%20PROPOSTA

por Janaina Pereira

Sandra Bullock está de volta. Depois de jurar nunca mais participar de comédias românticas, a atriz volta em uma… comédia romântica. Segundo Sandra, a volta ao gênero que lhe consagrou aconteceu porque o roteiro de   A proposta – estreia de hoje nos cinemas – é maravilhoso. Acho que o roteiro que ela leu não tem nada a ver com o filme, que está longe de ser brilhante – e, mesmo assim, vem fazendo sucesso nos EUA.

No longa, Sandra Bullock é Margaret Tate, a típica chefe mal humorada, antipática e arrogante que todo mundo já teve um dia – alguns ainda têm. A mulher é uma verdadeira ‘mala’, e causa estresse em sua equipe desde o momento em que pisa no escritório da editora de livros em que trabalha.

Como todos os chefes insuportáveis, Margaret nem olha na cara dos funcionários, ignora solenemente todos que dirigem a palavra a ela e se acha acima do bem e do mal. Sua (má) fama é tanta que os funcionários vão avisando uns aos outros sobre seus movimentos – numa cena muito vista no mundo real, quando as mensagens virtuais são o veículo de comunicação preferido para falar mal do chefe.

Margaret é particularmente irritante com seu submisso assistente Andrew (Ryan Reynolds, mais conhecido como o marido da Scarlett Jonhasson). Ele odeia a chefe, mas há três anos a suporta porque espera um dia ser promovido a editor. No entanto, um problema no visto da ‘poderosa chefona’ irá mudar a relação deles.

A chefe é canadense, deixou seu visto expirar e será deportada a menos que se case com um cidadão americano. E Margaret escolhe Andrews para ‘resolver’ seu problema. O rapaz aceita a proposta, desde que ela o promova a editor e depois de obrigá-la a pedir, de joelhos, em casamento.

Andrew e Margaret viajam para a casa dos pais dele, no Alasca, e o que acontece a partir daí é extremamente previsível. O casal terá que provar, para a alta sociedade local, que são apaixonados, e entre situações embaraçosas – e divertidas – acabam se envolvendo. E Margaret mostra que por trás de seu lado megera há uma doce mulher.

O melhor do filme está no lado ardiloso de Margaret e no ódio mortal que Andrew tem dela. Quando o casal se torna fofo, o filme desanda e perde a graça. Apesar disso, há bons momentos graças à química de Sandra e Ryan – ela, aos 44 anos, sem medo das rugas e assumindo o papel de mulher madura; ele, aos 32 anos, aproveitando bem a chance de ser um ator cômico e não apenas mais um bonitão na telona.

Uma pena é perceber que A Proposta faz o que o cinema mais gosta: transforma as mulheres poderosas em megeras domáveis. Foi assim com a inesquecível Miranda de Meryl Streep em O diabo veste Prada, e é assim com a Margaret de Sandra Bullock. Puro estereótipo para divertir a plateia que adora o lugar-comum.

The Proposal
EUA, 2009 – 108 min
Romance / Comédia
Direção:Anne Fletcher
Roteiro:Peter Chiarelli
Elenco:Sandra Bullock, Ryan Reynolds, Malin Akerman, Craig T. Nelson, Mary Steenburgen, Betty White, Denis O’Hare, Oscar Nunez

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: