O leite da amargura

julho 5, 2009

tetaassustada

por Janaina Pereira

La teta assustada – título original de O leite da amargura – é um filme cheio de metáforas. O caminho seguido pela diretora peruana Claudia Llosa para contar a história do seu país era, a princípio, perturbador. Mas não me convenceu e até agora estou tentando entender como o longa ganhou o Urso de Ouro no Festival de Berlim deste ano. De qualquer forma, o prêmio internacional lhe deu a honra de abrir o 4º Festival Latino-Americano de Cinema, em São Paulo, amanhã.

O filme começa com uma mulher idosa cantando uma música sobre estupro. Sob o olhar assustado da filha, a mulher morre. A moça, que se chama Fausta (Magali Solier), passa mal e é levada ao hospital. Lá, descobre-se que a jovem introduziu uma batata na vagina. A metáfora – que pode não ser perceptível aos espectadores, num primeiro momento – é que a mãe de Fausta foi estuprada – daí a música no início do filme – e para proteger a filha, contou a história de que colocar uma batata na vagina impedia os homens de se aproximarem dela.

Fausta cresceu com medo, e agora carrega dentro de si algo que lhe protege, mas que também está lhe deixando doente. Segundo a lenda peruana, contada por sua mãe, ela sofre de ‘teta asssustada’, doença transmitida pelo leite materno. Mas isso é citado apenas no começo do filme. Ao longo da história, o roteiro muda o rumo e acompanhamos a luta de Fausta para enterrar a mãe, e como seus medos são vencidos.

O leite da amargura parte de uma sinopse interessante. Mas interessante não é, necessariamente, sinônimo de bom. O título em português foi modificado, talvez para chamar a atenção do público. Porém, neste caso, o título pouco importa porque o filme não acontece, e fica só na promessa de ser algo interessante. Mas não é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: