A volta do Exterminador

junho 3, 2009

Por Alice Jones

Nesta sexta-feira, dia 5, estreia nos cinemas brasileiros um dos filmes mais aguardados do ano: O Exterminador do Futuro: A Salvação. O quarto episódio da saga de John Connor, o homem que luta para salvar o mundo das máquinas, vem embalado por conflitos entre seu protagonista Christian Bale – o Batman – e o direto McG – de As Panteras Detonando – e críticas positivas para o co-astro do filme Sam Worthington. Mas quem se importa? O legal é ver mais um filme da série que conquistou o cinema – e até a TV.

Se você chegou agora e não conhece nada do passado de O Exterminador do Futuro, nós, do Cinemmarte, vamos dar uma recapitulada na série. A começar pelo fato que é  primeira vez que John Connor ganha um rosto conhecido, embora, originalmente, a história de Terminator 4 seja sobre o misterioso Marcus, e não sobre Connor (leia a seguir na crítica da nossa repórter Janaina Pereira). Confira.

· Terminator (O Exterminador do Futuro, 1984) – Sarah Connor conhece Kyle Reese, pai biológico de John Connor, que alega que seu filho é o líder da resistência humana depois do holocausto nuclear que as máquinas provocarão. Reese diz que ele foi enviado do futuro para protegê-la do Exterminador(Arnold Schwarzenegger)também enviado do futuro, porém para matá-la. Nesse filme John Connor ainda não havia nascido. Alguns consideram o melhor da série, graças a seu teor apocalíptico, jamais recuperado nos outros filmes. É o melhor papel da carreira de Schwarzenegger, que lançou o ator ao estrelato. Dirigido por James Cameron, muito antes de Titanic.

· Terminator 2: Judgment Day (O Exterminador do Futuro 2 – O dia do julgamento final, 1991). Este é o segundo filme da série. O adolescente John Connor conhece o Exterminador. Sarah Connor está presa em um hospício, pois ninguém acredita na história dela: um exterminador do futuro vem para matá-la, pois seu filho será o líder da resistência humana depois do holocausto nuclear que as máquinas provocarão. Muitos fãs acreditam que este é o melhor da série, graças aos efeitos especiais revolucionários. Mas há quem diga que, ao fazer de Schwarzenegger o mocinho, e não o vilão como no primeiro filme, o filme perde seu potencial. Linda Hamilton, a Sarah, aparece supermusculosa. Axel Rose e seu Guns’n Roses fazem a trilha sonora – com a contagiante You Could be Mine sendo tocada a cada minuto nas rádios – e James Cameron dirige, de novo.

· Terminator 3: Rise of the Machines (O Exterminador do Futuro 3 – A Rebelião das Máquinas, 2003). O terceiro filme da série. John Connor e Kate Brewster se encontram, ou melhor, se reencontram, pois ao longo do filme Kate diz para John que seu primeiro beijo foi com ele um dia antes de ele conhecer o Exterminador. O papel do Exterminador (bonzinho)ainda é feito por Schwarzenegger, e é neste filme que as máquinas se tomam contra os humanos e ocorre o holocausto nuclear. Dirigido por Jonathan Mostow e sem Linda Hamilton como a lendária Sarah Connor, que é apenas citada em algumas cenas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: