Estação Espacial 3D

maio 27, 2009

0,,19786290-EX,00

por Fábio Camargo
 
Minha primeira experiência com óculos 3D foi com um joguinho de computador do Jurassic Park, onde eu passeava por um museu parecido com o do filme. Mas isso foi há muitos anos, quando eu nem sabia o que raios era 3D. Anos depois, lembro de algo parecido no Hopi Hari, mas não chegava a ser uma Brastemp. No Brasil, tudo sempre nos deixa com um gostinho de quero mais, deixando sempre algo a desejar. E agora nós temos o IMAX, no Shopping Bourbon. Apesar de meu querido amigo e colega jornalista Gabriel Morato discordar, afirmando que o IMAX brazuca é muito fraco – comparado ao estadunidense, of course -, nas três oportunidades que tive naquela sala, não tenho do que reclamar. Primeiro, foi com o estreante Fundo do Mar; depois, Batman e o incrível Coringa de Heath Ledger. E agora, chegou a vez de Estação Espacial 3D – nos cinemas a partir de sexta, 29.

Filmado entre dezembro de 1998 e agosto de 2001, o documentário traz a história do maior feito tecnológico e científico desde o pouso do homem na Lua – a construção da Estação Espacial Internacional (ISS), uma missão de cooperação global entre 16 nações – entre elas, o Brasil. Durante os 47 minutos do filme, o espectador é guiado pelos astronautas responsáveis pela construção ISS. Não, ninguém mandou o Lars von Trier e o Martin Scorsese numa missão espacial. Os próprios astronautas da ISS foram treinados especialmente para operar as câmeras 3D. 

Uma câmera interna, chamada de IMAX3D, registrou o cotidiano técnico da equipe. Tem “banho de gato” com toalha molhada; pipoca, frutas e jujuba em órbita – até que alguém resolva comê-las; um cortando o cabelo do outro com um aspirador do lado, prá não deixar que os fios voem nave adentro. Tudo em prol da higiene e da praticidade. E, com o óculos 3D, você acha que as jujubas vão machucar os teus olhos, e que a laranja vai fazer um galo na sua testa. Isso também acontece quando você vê água, ferramentas e canetas flutuando. Quer dizer, para não sumir, as canetas estão sempre presas por um fio – prática que eu deveria me acostumar. Mas fique calmo, pois nada vai te machucar. Na dúvida, tire os óculos especiais..

A câmera externa foi fixada no compartimento de carga do Ônibus Espacial, e participou de sete missões entre a Terra e a ISS. E é por esta lente que o espectador confere o lado prático da construção da estação, quando os astronautas vestem aquele equipamento pesado e ultra seguro, manuseando braços mecânicos para encaixar peças de até sete toneladas. Como um dos tripulantes afirmou, “isso sim é pressão psicológica”.

A construção da ISS começou em 1998 e, quando terminar, ela terá 455 toneladas e quase 90 metros de comprimento, noves fora os painéis solares, que fornecem energia elétrica à nave. Localizada a cerca de 350 quilômetros da Terra, a estação recebe novos astronautas semestralmente, e foi criada para ajudar o homem na exploração do espaço e servir de base para experiências de nano e biotecnologia que podem potencializar as pesquisas que já acontecem na Terra.

Estação Espacial 3D vai agradar a gregos e troianos, estadunidenses e russos, adultos e crianças. Afinal, quem nunca sonhou em ir literalmente para o espaço nessa vida? O único pequeno porém é, para quem já usa óculos, ter de colocar o óculos 3D por cima do outro. Parece um trambolho, fica estranho nos três primeiros minutos, mas vai com fé que você acostuma – e se diverte.

Enfim, por mais contraditório que pareça, a parte mais “tocante” do documentário se dá em terra firme. Mostrando a rotina dos astronautas antes de embarcarem rumo a estação, você vai ver o lugar inspirador feito para estes profissionais se concentrarem e focarem na missão. Um parque foi feito em homenagem a cada russo que foi ao espaço em todos estes anos de investimento da Rússia. E, como lembrança de cada viajante, uma árvore é plantada, formando um belo e arborizado parque.

E, na minha opinião, esta é a lição do documentário. Por mais que o mundo inteiro esteja unido em prol de uma tecnologia que ultrapasse a barreira do espaço sideral, provando que o futuro já chegou, o verdadeiro futuro da nação está no ato mais antigo e singelo existente no planeta: cultivando a natureza.
 

Estação Espacial 3D

Produção: Lockheed Martin Corporation e IMAX Corporation em Cooperação com NASA

Direção e Produção: Toni Myers

Cópia Dublada

Duração: 47 minutos

Anúncios

2 Respostas to “Estação Espacial 3D”

  1. Marcos said

    Tinha lido uma pequena sinopse sobre, mas não tinha me despertado a atenção. Porém com a descrição, fiquei com vontade. Na verdade, preciso quebrar uma espécie de tabu sobre o assunto. Afinal, depois de conseguir dormir em todas as vezes que eu assisti 2001 (me sinto culpado com isso), seria uma boa ver algo, pelo que a nota assim diz, dinâmica e revés à linguagem do Kubrick. Sei que são duas propostas diferentes: uma ficcional e a outra documental, mas vai entender a cabeça da gente: generaliza tudo.
    Bom, serviu para me abrir o apetite e querer viajar um pouco no espaço também. Gostei do texto. Abraço.

  2. Meu primeiro contato com Óculos 3d foi com a coleção Dinossauros que vinha sempre com uma imagem 3d no meio da revista. Era sensacional.
    Os filmes em 3d não me criam a motivação de sair minha casa para um cinema… nenhum título interessante! Parece que agora algumas coisas, aqui no Brasil, finalmente vão mudar.
    Quem diria, um documentário em 3d, mas são nos documentários que muitas tecnologias e linguagens são desenvolvidas…

    Parabéns pelo texto! Abraços,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: