Hugh Jackman no Brasil

maio 6, 2009

hugh jackman 122

 por Janaina Pereira, do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 9h30 da manhã. Jornalistas aguardavam em uma longa fila para pegar suas credenciais, passaporte para a coletiva de imprensa de Hugh Jackman, o Wolverine de X-Men – Origens: Wolverine. Com a credencial no pescoço, fotógrafos se acotovelavam em um espaço reservado para o ator posar para fotos. Cinegrafistas aguardavam no fundo de um dos salões do Copacabana Palace. Jornalistas esperavam de bloquinho, gravador e câmeras digitais nas mãos.

Às 10h, conforme marcado, eis que surge Hugh Jackman. Alto, magro, nem tão musculoso como em X-Men, sorriso estampado no rosto. Um suspiro coletivo se fez ouvir. Wolverine estava no meio de nós.

As primeiras palavras, em português, já demonstravam o que viria pela frente: uma avassaladora simpatia que conquistou todos os jornalistas presentes. Impossível não resistir ao charme e à elegância do ator australiano de 40 anos, eleito recentemente o homem mais sexy do mundo.

Sim, ele é sexy, não dá para negar. Mas, acima de tudo, um bom profissional. Mesmo quando os jornalistas colocaram Jackman contra a parede, com perguntas que questionavam o conteúdo violento de X-Men – Origens ou as críticas dos fãs de HQs que não gostaram do filme, ou ainda o polêmico vazamento da produção na internet, o ator conseguia responder com segurança e pertinência. E sem perder o humor.

hugh jackman 132

 A coletiva teve momentos hilários, como Rafinha Bastos, do CQC, presenteando o ator com o CD de Nasi, apontado como o Wolverine brasileiro. Jackman adorou a brincadeira e fez várias referências ao cantor ao longo de toda a coletiva.

Enquanto isso, Sabrina Sato, do Pânico, quase tão fotografada quanto Hugh Jackman, treinava o inglês para falar com o ator. Não deu muito certo, pois na hora de perguntar ela se atrapalhou, mas nem precisou ficar sem graça: galanteador, Jackman fez questão de relembrar a entrevista que fez com ela, no México. Sabrina aproveitou para convidar Jackman a comer especialidades nacionais, feitas por ela. O ator não titubeou: “Vamos? Agora? Onde?”

Com perguntas pessoais sobre beleza e fama, e outras envolvendo o filme, a coletiva seguiu em clima de descontração e terminou com esfuziante tietagem. Cinegrafistas subiram nas cadeiras, fotógrafos jogavam suas objetivas na frente de todo mundo em busca do ângulo perfeito, e jornalistas – homens, vale a pena frisar – quase saíram no tapa em busca de uma foto ou autógrafo de Jackman.

hugh jackman 109

 Após uma longa espera, os mais persistentes conseguiram conversar e fotografar o ator em sessão especial de fotos para a imprensa no Forte de Copacabana, no início da tarde de hoje. Jackman, ainda mais belo sob a luz do sol carioca, não fez pose: espontaneidade foi sua marca nas poucas horas em que passou no Rio.

Ainda hoje, aqui no Cinemmarte, você vai ler a entrevista completa de Hugh Jackman e conferir uma galeria especial de fotos do ator em sua passagem pelo Rio.

E, sim, esta repórter aqui pegou autógrafo dele, afinal, eu também sou fã quando não sou jornalista. Ah, e visto de perto, Wolverine não tem as garras tão afiadas: é absolutamente normal.

hugh jackman 125

Anúncios

Uma resposta to “Hugh Jackman no Brasil”

  1. guilenematos said

    Ui q lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: